Arquivo da tag: dream tour

Imagem

Style total…..

carlihos

Se fosse verdade que roubam os brasileiros no circuito mundial de surf, teriam passado o Slater na ultima onda.

Adriano de Souza, o Mineiro, vence a etapa de peniche em cima do ET Slater.

O Adriano já é o terceiro do ranking e provavelmente o segundo após os descartes…pena que o Slater já é o campeão.

Tubaço do Mineiro:

Resultado Final:

Xupa ET:

Vamo Brasil!!!

Vibra…

Direto da Austrália…RIP CURL PRO 2010- Bells Beach

Vai começar a rolar o masculino…
O campeonato acontece no estado australiano de Victoria,sendo a capital a conhecida Melbourne, que “briga” com Sidney para ser a cidade mais industrializada do país
Aguarde as informações do Blog da Máfia,agora é 1h32 do dia 31-03 lá na terra dos cangurus,e a transmissão do campeonato deve começar aqui no Brasa ainda hoje de tarde,por volta das 17h/18h.
Abraço ao Ale Zeni da Ibrasurf, nosso camarada das antigas,que narrou ontem o feminino.
Essa etapa tem o patrocínio principal da Rip Curl, e a primeira bateria do round1 começa pegando fogo, com o confronto entre Andy Irons(HAW),Dane Reynolds (USA) e Nate Yeomans (USA).

O’neill World Cup of Surfing + Maya Gabeira no mesmo post.

Numa “final antecipada”, Parko, que disputa o título mundial com Mick Fanning, venceu o também australiano Mick e levou a etapa do WQS.

O catarinense Marco Polo Classificou-se para a elite do surf mundial e acompanhará Mineirinho e Jadson André, que são os outros dois brasileiros classificados.

13.17 Joel Parkinson AUS
12.87 Sunny Garcia HAW
10.16 Mick Fanning AUS
2.43 Dusty Payne HAW

Ranking final do WQS 2009

1 Daniel Ross (Aus) – 15.744 pontos
2 Patrick Gudauskas (EUA) – 14.876
3 Jadson André (Bra) – 14.813
4 Adam Melling (Aus) – 14.638
5 Owen Wright (Aus) – 14.338
6 Luke Munro (Aus) – 13.713
7 Jay Thompson (Aus) – 13.638
8 Nathan Yeomans (EUA) – 13.419
9 Dusty Payne (Haw) – 13.194
10 Brett Simpson (EUA) – 13.150
11 Matt Wilkinson (Aus) – 12.850
12 Tanner Gudauskas (EUA) – 12.569
13 Travis Logie (Afr) – 12.344
14 Marco Polo (Bra) – 12.331
15 Joan Duru (Fra) – 12.325
15 Blake Thornton (Aus) – 12.325
17 Bernardo Pigmeu (Bra) – 12.301
19 Rodrigo Dornelles (Bra) – 12.206
25 Willian Cardoso (Bra) – 11.251
26 Alejo Muniz (Bra) – 11.150
28 Neco Padaratz (Bra) – 10.779
29 Leonardo Neves (Bra) – 10.750
40 Pablo Paulino (Bra) – 9.813
41 Wiggolly Dantas (Bra) – 9.700
45 Miguel Pupo (Bra) – 9.366
46 Renato Galvão (Bra) – 9.294

Olha a onda em Teahupoo, Tahiti, que a Maya surfou em outubro e inscreveu no Billabong XXL e vou dizer, continuo fã incondicional da Maya Gabeira.

Na minha opinião a mais atirada surfista brasileira, mesmo considerando os homens. Não disse o melhor, mas o mais atirado.

O melhor acho que seria o Carlos Burle, parceiro de tow in da Maya.

Olha o lip…

Olha o Tamanho do cara lá em cima da onda, na primeira foto.

Reef Hawaiian Pro 2009 – Joel Parkinson onda nota 10

Ele pode não ser o campeão mundial, pois Mick Fanning é o favorito, já que lidera o ranking, mas Parko quebrou no WQS que rolou em Haleiwa.

Nesse campeonato fez um 10 num tubo profundo, balançado e impossível.

Na minha opinião, o melhor tube rider do mundo.

Repara no narrador durante o replay:

– First session, second session, third session, 4th session

Mais um 10 dele, agora em J-bay, para comprovar o que estou falando sobre o melhor tube rider do mundo.

joel parkinson 10 point ride – j-bay 2009

SCT – Slater Championship Tour

Li na revista Fluir uma excelente entrevista com o Renato Hickel, brazuca e gerente geral do ASP World tour sobre o circuito do ano que vem.

Pelo que entendi o Slater fez mais uma pressão em cima da Asp do que uma quebra do circuito,

O que estranhei é quando Hickel diz que no meio da turma do Slater esta um cara de reputação duvidosa e que eles tem que provar que tem os 40 milhões para se juntar a Asp num novo formato.

Vale a pena comprar a Fluir e ler essa matéria, pois ela é bem esclarecedora.

E O Slater?

Diz que não tem nada a ver com isso…

Parabéns a Fluir que deu a notícia fresquinha.

Respondendo a uma pergunta que ouço por aí: na minha opinião, Fluir é deslizar sobre uma superficie aquosa.

da-lhe Mineiro

Cheguei agora, terça à noite de viagem e pelo que to vendo a galera do Blog ta offline…. e nem sabia que o Mineiro tinha ganhado a etapa.

Chuuuuuuuuuuuuuupa Gringaiada que a cana é doce e o futuro é nosso!!!!!!!!!!!!!!

Agora o lado bom da internet: Cheguei de viagem e assisti no u tube todas as baterias do Mineirinho.

Para os que, como eu, não acessaram a rede nesse feriadão, posto aqui as melhores baterias que ele correu, pois vale a pena assistir uma a uma.

Ele Quebrou!!! E não adianta falar que não era onda grande porque se o Joel Parkinson ganha em merreca ele é Deus…..

Round 3 bateria 3
14.16Adriano de Souza BRA
11.44Taylor Knox USA

Round 4 Bateria 1

17,27 Adriano de Souza
16,43 Mick Campbell

Semi final
1 16.00Adriano de SouzaBRA
2 15.93Kelly SlaterUSA

Pela vitória apertada sobre o ET Slater, chego a pensar que se surfar bem os juízes soltam a nota, o julgamento do surf sempre será subjetivo, não existem regras que tal manobra valha tal nota. É assim que tem que ser e sempre será.

Me emociono de ver o Mineiro indo pra cima do Slater e gritando chamando a nota dos juízes. Nunca vi um brasileiro fazer isso!!!! Du caralho!!!!!

Agora a facada final!!!!!

O Mineiro comprimentando o cara no começo da bateria é fair play, mas ele tava só pensando onde ia enfiar a faca…

Vale ressaltar também que a três minutos do término, o aussie abraçoeu Mineiro e reconheceu a derrota.

16.40 Adriano de Souza BRA
11.83 Chris Davidson AUS

Pegara bandeira dos caras no final foi respeito e humildade.

Pelo foco e concentração acho que ano que vem o Mineiro vem pra brigar pelo título, pois ele vai terminar a temporada afiado, enquanto outros começaram bem e estão perdendo.

“Estou muito feliz com minha primeira vitória. Quero agradecer a todos que me deram suporte para estar aqui, meu patrocinador e minha famíla. Muito Obrigado!Este foi nosso, Brasil!” desse Mineiro com um monte de brasileiro gritando no fundo!!!!!!

Ranking do Blog – Campeões Mundiais

Se perceber, listamos todos os campeões, mas não ranqueando pelo ano, mas sim pela ordem de Surfistas que foram campeões.

Nesse pensamento o Ranking é assim:

15º – Mick Fanning – 2007
14º – Andy Irons – 2002,2003,2004
13º – CJ Hobgood- 2001
12º – Sunny Garcia – 2000
11º – Mark Occilupo – 1999
10º – Kelly Slater – 1992,1994,1995,1996,1997,1998,2005,2006,2008
9º – Martin Potter – 1989
8º – Barton Lynch – 1988
7º – Damien Hardman – 1987,1991
6º – Tom Curren – 1985,1986,1990
5º – Tom Carroll – 1983,1984
4º – Mark Richards – 1979,1980,1981,1982
3º – Wayne Bartholomew – 1978
2º – Shaun Tomson – 1977
1º – Peter Townend – 1976

Mick Fanning – Décimo Quinto Campeão Mundial de Surf – 2007

O aussie Mick Fanning foi o 15 campeão mundial de surf em 2007

Não sei o que falar dele, sei que mora perto de kirra, ficou milionário com o surf, surfa muito, mas parece perder o foco fácil, como todo australiano, festas, cerveja distraem suas mentes.

Tenho minhas dúvidas se virá a ser campeão novamente.

Ele merece, tomara que seja…

Mick Fanning World Champion in BRAZIL – The best waves of the final day of the Hang Loose PRO.
Get de PodCast at http://www.hangloosepro.com.br

Final Heat Dane Reynolds x Mick Fanning – 2009 Hurley Pro

1 – 17.40 Mick Fanning AUS
2 – 13.10 Dane Reynolds USA

C.J Hobgood – Décimo Terceiro Campeão Mundial de Surf – 2001

C.J Hobgood foi o 13 campeão mundial de surf em 2001

Surfa bem, lógico, mas não gosto dele, do seu surf e, na minha opinião, ganhou por sorte.

CJ Hobgood wins Billabong Mundaka – Highlights

Check out the action highlights of the final day. Where at the last minute CJ Hobgood from USA took the winner wave, so winning the Billabong Pro Mundaka over Joel Parkinson from Australia

Have a sweet moment with FIJI and CJ HOBGOOD

Sunny Garcia – Décimo Segundo Campeão Mundial de Surf – 2000

O Havaiano Sunny Garcia é o 12 campeão mundial de surf

Desde que ele era um garoto, o sonho de Sunny Garcia foi para chutar para trás como um gordo, feliz havaiano com um grupo de garotos correndo em volta. Que a existência permaneceu em perigo como prêmio um que faria dele o conteúdo – um título mundial – iludiu 14 anos consecutivos. Com a inspiração de um novo amor e um regime novo da aptidão, ele manteve uma horda de adversários na baía e, aos 30 anos, liderou a turnê do ASP do início ao fim de fugir com a coroa de 2000.

Crescer em Oahu, no West Side de Oahu, não foi uma tarefa fácil – mesmo para um local. Vincent Sennen Garcia veio de um lar desfeito e encontrou surf como um refúgio dos combates e à pobreza. Ele possuía a sua divisão em havaiano Surfing Association e pulou para a turnê em 17 anos de idade, após abandonar a escola. Garcia saiu dos blocos com uma cabeça de vapor, como ele estreou em 1986 o Gotcha Pro em Sandy Beach. Ele derrotou o campeão mundial Tom Carroll e afirmou categoricamente o seu objetivo foi o de chutar algum traseiro Top 16. Revista Surfer’s Pro Tour prognosticator Derek Hynd comparou o West Side maravilha a um moderno-dia Cassius Clay, um slick “, pesadelo negro vir a whup algum burro “. Ele só perdeu o Top 16 em 1987 e estava com raiva insatisfeito com seu desempenho. Houve peso morto na frente dele, e todos os indicadores que ele subir.

O súbito acesso ao dinheiro e independência levou a uma criança de Hollywood destruição da estrela. Drogas e falta de foco manteve-o fora da trilha, e não foi até o início dos anos 90 que ele chegou perto de atingir seu potencial. Sua recuperação coincidiu com a estabilidade, tão necessária fornecida pelo seu casamento e três filhos. Ele esteve entre os 10 primeiros no mundo a cada ano desde 1990, subindo para terceiro três vezes. Em 1995, ele só tinha a ganhar um calor no Pipeline no evento final, a coroa seria seu, mas o destino interveio com Mark revitalização Occhilupo e missão impossível Kelly Slater’s. Garcia tinha tudo, mas a vitória garantida, e seu custo assuredness ele.

Quando Garcia entrou em cena em meados dos anos 80, ninguém poderia ter previsto que ele ia continuar a ser um concorrente para o próximo milênio. Durante sua carreira, ele foi testemunha de sete cabeças diferentes vestir a coroa mundo. Embora afirmando quatro havaiano títulos Triple Crown no talento cru e desejo, ele ganhou elogios eo respeito de seus contemporâneos. Ele nunca foi candidato a atenção que perseguiu fotógrafos para apaziguar os seus fãs e patrocinadores. Para além das competições, ele ficou bastante longe do circo North Shore completamente, preferindo a andar de motocross ou navegar sozinho. Com um bando de jovens desafiantes ganhando o vapor e sua paciência esgotando, afigurou-se o seu título nunca viria.

Inspirado pelo retorno surpreendente de 33-year-old Occy, de 1999, campeão do mundo ASP, Garcia galpão £ 25 e abandonou sua amada dieta de junk food. Tendo divorciado um par de anos antes, ele se casou com a filha da lenda do surf Joey Cabell, Reina, que fez com que Garcia permaneceu fiel ao seu jogo. “Não posso dar a minha esposa crédito suficiente”, diz ele. “Sempre que eu ficar chateado, ela é o anjo no meu ombro.” Juntos, eles se mudaram para Kauai, onde Garcia encontrado sparring parceiros em Bruce e Andy Irons – dois dos surfistas mais progressistas do mundo e certas para mantê-lo pensando jovens. Surfe mais rápido e mais consistente do que nunca, ele venceu os dois primeiros eventos da temporada 2000 na Austrália e nunca abandonou sua liderança. Após conquistar o título no penúltimo evento no Brasil, ele ficou muito aliviado, mas não está pronto para pendurar. “Eu vou voltar para Kauai e treinamento duas vezes mais difícil”, disse ele. Pelo menos agora, aguarda o seu sonho sempre que ele está pronto. – Jason Borte, Janeiro de 2001

Fonte Surfline

Mark Occhilupo – Décimo Primeiro Campeão Mundial de Surf – 1999

O Aussie Mark Occhilupo foi o 11 campeao mundial de surf.

O touro indomável é outro que não precisa falar muito, só colocar os videos.

Após abandonar o circuito, engordar, se envolver com todas as substancias proibidas, Occy se isolou no deserto australiano, treinou, emagreceu, se livrou das drogas pesadas e voltou para ser campeão!!

Disse drogas pesadas porque anos depois, no Rio de Janeiro, foi pego fumando um na praia, deu umas bermudas para o polícia e pegou o aviao rapidinho…

Mas sempre vai ser lembrado pelo seu Surf forte e não pelo que fez fora dágua.

Confesso que de todos os campeões mundiais, esse é o meu predileto…

The Green Iguana – Rocky surfs just like Occy

Esse já foi postado:

Tom Curren vs Mark Occhilupo in what might be the greatest man-on-man surfing heat of all time. At that moment, it was the best regular foot, against the best goofy foot, both completely going off.

Mark Occhilupo Against Kelly Slater and Joan Duru round 1 Heat#8
First day of WCT( ASP World Tour) Pro France 2006 in Hossegor.

Kelly Slater – Décimo Campeão Mundial de Surf – 1992,1994,1995,1996,1997,1998,2005,2006,2008

Kelly Slater, o décimo campeão mundial de surf, o unico que pode ser 10 vezes campeão e o maior ganhador de titulos do circuito.

Seu surgimento “coincide” com a maior profissionalização do circuito e o surgimento do atual e ameaçado, Dream Tour.

Não tem o que falar dele, todo mundo já sabe, é só pesquisar pelo nome slater em nosso blog que deve ser o maior numero de posts.

Vou tentar colocar uma sequencia de videos de Slater em diferentes situações…

Kelly Slater surfs in contest at Queenscliff beach Sydney 1998.

Nesse ele ainda tinha cabelo…

Kelly Slater at Pipeline Masters2008
Kelly Slater does it again winning the Pipeline Masters!!

slater doing a 360 on his paddleboard

Surfando na sua terra natal que, por incrivel que pareça, não tem onda…

Kelly Slater Surfing in Cocoa Beach 2008-Slater Invitational-November 8th 2008 at The Hilton in Cocoa Beach.

E pra fechar o que Slater sabe fazer de melhor:

Kelly Slater’s Perfect 10 – Boost Pro

2008

US Open of Surfing 2009, Kelly Slater’s perfect 10 tube ride at regular speed

Vou parar aqui, mas tem mais de 50 videos dele que nunca postei e postaria aqui…

Damien Hardman – Sétimo Campeão Mundial de Surf – 1987, 1991

Damien Hardman, sétimo campeão mundial

Possivelmente o melhor surfista profissional, Damien Hardman surgiu na década de 70 surgiu como um dos maiores talento, da época.  vivendo no Norte Narrabeen, Austrália, e através dos anos 80 e 90, desenvolveu a ciência da competição de surf para uma arte. Apesar disso – ou talvez por causa dela – ele nunca ganhou o respeito internacional por uma, duas vezes campeão do mundo Pro Surfing.

Não tem vídeo só dele no u tube, mas tem esses em que aparece:

Pena existirem poucos videos dessa lenda…

Fonte e maiores informações sobre o surfista:

http://www.surfline.com/surfaz/surfaz.cfm?id=827

O Mineiro é foda!!!

Eu fui com o Flavio pra Costa Rica, eu e ele, brothers mesmo, 1 metrao só eu e ele no mar, na segunda ou terceira rabeada que ele me deu, deil-lhe um intimão de verdade e tretamos…

Só eu e ele no mesmo quarto e agente demorou uns três dias pra voltar a se falar ……kkkkkkkkkkk

Mas não coloquei esse post pra falar d e rabeada de novo, apesar de estar colocando aqui o link do video do slater rabeando todo mundo
slater rabeando

Mas esse post é pra falar que se o Slater não chamar o Mineiro pro seu circuito, SCT, ele tá pego…e se me rabeá tbm…