Arquivo da tag: havaiano

Surfing Buttons Kaluhiokalani

Injustica corrigida!!

No Blog, na pagina Campeoes Mundiais, haviamos esquecido do havaiano Derek Ho, em 1993.

Apos um leitor nos akertar, corrigimos nosso erro.

O havaiano dominou o North Shore por muito tempo e foi o primeiro havaiano a sagrar-se campeao mundial….

Ai vai uma homenagem a ele:

No Google esta que ele foi campeao em 1993 e nesse video esta 1994, mas acho que e o inverno 93-94

Olha oque o cara continua fazendo em 2010:

gERRY lOPEZ

nÃO é novidade pra galera que curto muito o life style de Gery Lopez.
Já existe um guru , ou um mestre no surfe,este cara é o Lopez
Já citei o citei em outros posts, e tento seguir Lopez em muitas coisas.
Não vou babar ovo dele, mas se você entender um pouco o cara, talvez no lip up,
o surfe volte a ter uma essência mais fora do padrão.
Respeite o oceano. respeite o surfe, respeite o surfista>>>>
3 fotos que achei em minha pesquisa pela net
Talvez sejam as que exprimem a essência de Gerry Lopez.
VIDA LONGA AO MESTRE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

ALOHA E NAMASTE>

Parko lidera em Snapper Rocks

Parko segue achando os tubos e vai vencendo a bateria #9….
Blake Ainsworth segue em segundo e o havaiano Kekoa Bacalso em terceiro>>
Parko vence a bateria

1 13.17 Joel Parkinson AUS
3 6.23 Kekoa Bacalso HAW
2 9.73 Blake Ainsworth AUS

Andy Irons e novo patrocínio: AUDI

Acabo de ver em uma das diversas propagandas do Pipeline Masters 2009 ao vivo direto do hawaii, uma propaganda da Audi,apresentando seu novo membro.
Nela aparece o surfista Andy Irons quebrando as ondas e depois dirigindo um audi modelo station wagon.
É meus camaradas o surfista havaiano ,que já foi 3 x campeão mundial,agora faz parte do team da empresa alemã de carros AUDI. Isso aquela das argolas entrelaçadas.
As empresas fora do segmento estão apostando em uma nova visão do MKT?
Interesse no surfe?
Ou um modo de associar o produto ao nosso life style?
Sei lá……Nada me surpreende e acho positivo grandes corporações e empresas fora do segemento apoiarem o surfe e trazerem mais dinheiro e profissionalismo………..
O QUE ME INCOMODA É A REAL INTENÇÃO POR TRÁS DISSO TUDO >>>>>>>>>.
ALOHA

Sunny Garcia – Décimo Segundo Campeão Mundial de Surf – 2000

O Havaiano Sunny Garcia é o 12 campeão mundial de surf

Desde que ele era um garoto, o sonho de Sunny Garcia foi para chutar para trás como um gordo, feliz havaiano com um grupo de garotos correndo em volta. Que a existência permaneceu em perigo como prêmio um que faria dele o conteúdo – um título mundial – iludiu 14 anos consecutivos. Com a inspiração de um novo amor e um regime novo da aptidão, ele manteve uma horda de adversários na baía e, aos 30 anos, liderou a turnê do ASP do início ao fim de fugir com a coroa de 2000.

Crescer em Oahu, no West Side de Oahu, não foi uma tarefa fácil – mesmo para um local. Vincent Sennen Garcia veio de um lar desfeito e encontrou surf como um refúgio dos combates e à pobreza. Ele possuía a sua divisão em havaiano Surfing Association e pulou para a turnê em 17 anos de idade, após abandonar a escola. Garcia saiu dos blocos com uma cabeça de vapor, como ele estreou em 1986 o Gotcha Pro em Sandy Beach. Ele derrotou o campeão mundial Tom Carroll e afirmou categoricamente o seu objetivo foi o de chutar algum traseiro Top 16. Revista Surfer’s Pro Tour prognosticator Derek Hynd comparou o West Side maravilha a um moderno-dia Cassius Clay, um slick “, pesadelo negro vir a whup algum burro “. Ele só perdeu o Top 16 em 1987 e estava com raiva insatisfeito com seu desempenho. Houve peso morto na frente dele, e todos os indicadores que ele subir.

O súbito acesso ao dinheiro e independência levou a uma criança de Hollywood destruição da estrela. Drogas e falta de foco manteve-o fora da trilha, e não foi até o início dos anos 90 que ele chegou perto de atingir seu potencial. Sua recuperação coincidiu com a estabilidade, tão necessária fornecida pelo seu casamento e três filhos. Ele esteve entre os 10 primeiros no mundo a cada ano desde 1990, subindo para terceiro três vezes. Em 1995, ele só tinha a ganhar um calor no Pipeline no evento final, a coroa seria seu, mas o destino interveio com Mark revitalização Occhilupo e missão impossível Kelly Slater’s. Garcia tinha tudo, mas a vitória garantida, e seu custo assuredness ele.

Quando Garcia entrou em cena em meados dos anos 80, ninguém poderia ter previsto que ele ia continuar a ser um concorrente para o próximo milênio. Durante sua carreira, ele foi testemunha de sete cabeças diferentes vestir a coroa mundo. Embora afirmando quatro havaiano títulos Triple Crown no talento cru e desejo, ele ganhou elogios eo respeito de seus contemporâneos. Ele nunca foi candidato a atenção que perseguiu fotógrafos para apaziguar os seus fãs e patrocinadores. Para além das competições, ele ficou bastante longe do circo North Shore completamente, preferindo a andar de motocross ou navegar sozinho. Com um bando de jovens desafiantes ganhando o vapor e sua paciência esgotando, afigurou-se o seu título nunca viria.

Inspirado pelo retorno surpreendente de 33-year-old Occy, de 1999, campeão do mundo ASP, Garcia galpão £ 25 e abandonou sua amada dieta de junk food. Tendo divorciado um par de anos antes, ele se casou com a filha da lenda do surf Joey Cabell, Reina, que fez com que Garcia permaneceu fiel ao seu jogo. “Não posso dar a minha esposa crédito suficiente”, diz ele. “Sempre que eu ficar chateado, ela é o anjo no meu ombro.” Juntos, eles se mudaram para Kauai, onde Garcia encontrado sparring parceiros em Bruce e Andy Irons – dois dos surfistas mais progressistas do mundo e certas para mantê-lo pensando jovens. Surfe mais rápido e mais consistente do que nunca, ele venceu os dois primeiros eventos da temporada 2000 na Austrália e nunca abandonou sua liderança. Após conquistar o título no penúltimo evento no Brasil, ele ficou muito aliviado, mas não está pronto para pendurar. “Eu vou voltar para Kauai e treinamento duas vezes mais difícil”, disse ele. Pelo menos agora, aguarda o seu sonho sempre que ele está pronto. – Jason Borte, Janeiro de 2001

Fonte Surfline

Homenagem – Sunny Garcia??

Ninguém gosta dele, mas não pelo seu surf, sim pelo que aprontou.

Vai um vídeo dele nos anos 80, antes de aprontar, admirado por todos pelo seu surf paulada….

Merece a homenagem.

Reparou como o cara era magrinho e nem parecia ser tão marrento…..

Ian Gentil = Promessa

Tem um muleque de 13 anos aqui do nordeste, filho do dono do Beach Park em Fortaleza que á a maior promessa da nossa querida região.

Ele num é bonzão por causa do pai não, tem patrocinio, site e quebra a vala e o mar grande.

No nacional da NSSA fez um perfect 20 (dois 10) e foi o ganhador de duas categorias:

Ian Gentil.

Esse segundo vídeo eu não ia postar, mas olha o floater no começo!!!
Nesse ele tinha 12 anos!!!

Esse vai com o texto original:

Watch lost, da kine and nike6.0 surf athlete Ian Gentils score 2 perfect 10’s to win Open Boys at NSSA Nationals. At age 13, Ian made it to the quarterfinals at the 6.0 Pier Pressure Grade 4 Pro Jr, ousting surfers twice his size.

Vou traduzir só o finalzinho: “tirando surfistas com o dobro do seu tamanho” kkkkkkkkk

Aqui vai o site do garoto:

http://www.iangentil.com/

Manda o Slater ficar de olho que esse é mais um candidato a levar o Slater CT.

Compete como havaiano, pois é naturalizado, mas o sangue é de cearense…

Quartas-de-final

1 Vasco Ribeiro (Por) x David Brand (Afr)
2 Gabriel Medina (Bra) x Ian Gentil (Haw)
3 Evan Geiselman (EUA) x Ramzl Boukhlam (Mar)
4 Matt Banting (Aus) x Caio Ibelli (Bra)

Surf é maistrean… Abandone ou se adpte, mas nunca perca sua essência

Coloquei no dia 04 de junho deste ano,um post,onde relatei uma session num final de tarde,que me vêem a mente sempre que me deparo com situações onde o surfe é visto como “mercado”.
Sou ácido em relação ao setor:falta de apoio, de patrocínios e de real intenção para crescermos como esporte,arte e cultura ,e termos um campeão mundial brasileiro.
É claro que não se pode generalizar e incluir todas as empresas neste turbilhão mercadológico……………
Sou seguidor convicto, e tenho como meu principal expoente e referência no surfe o havaiano Gerry lopez.
Como ele sigo a filosofia yogi e do surfe.Posso me adaptar, mas ainda brigo pelo purismo e pela verdadeira
essência de deslizar sobre uma energia maior do que nós compreendemos.
Vida longa ao Mr. Pipeline.E aprenda a rever seus conceitos.Eu estou buscando……………
Em minhas pesquisas,achei um texto que “pego emprestado” do grande Túlio Brandão do site (www.surfedeluxe.com.br).
:

por: Túlio Brandão
Surfe Deluxe publicou dias atrás o post de um anúncio em meia página na editoria de Economia da Folha de São Paulo, em que a imagem vencedora de Gerry Lopez numa montanha d’água de Jaws era usada para vender o relógio suíço Omega (Leia aqui o post).
Mas nenhuma análise dos possíveis significados do Mr. Pipeline ocupando uma página dedicada a leitores de economia de um dos maiores jornais do país seria completa sem o próprio havaiano. Então, o Surfe Deluxe foi atrás do homem e, viva, Lopez prestigiou o blog.
Pelas palavras do mito, não há mais volta: o surfe já é parte do mainstream. Ele espera que a popularidade desse esporte continue crescendo, apesar de reconhecer a saturação dos picos.
Diante da tensão crescente, acredita estar surgindo uma “nova experiência de surfe”, talvez pior que a de seus contemporâneos, mas ainda assim atraente. E decreta: ou os velhos surfistas desistem ou se adaptam às mudanças.
Quanto ao anúncio de meia página na Folha, Mr. Pipeline sai do tubo seco: “As grandes companhias já vêem o surfe como algo saudável e muito popular. Elas usam e vão continuar usando a imagem do esporte para promover seus produtos.”
Abaixo, a íntegra da resposta do surfista:
Surfers went surfing because it was different and it made them different. It represented more freedom than other sports. The surfer identity is unique, surfing was always out of the mainstream… on its own path. But because it is so appealing to everyone who does it, it had grown in popularity to a point where it has become mainstream in today’s world.
Now everyone knows about its appeal and how great it is. Maybe some surfers hope it achieves the same status as other sports like golf or tennis but most would rather have it less popular. I expect it will continue to grow in popularity but the effect of this is that the surfing areas get overcrowded which leads to tension and dilutes the experience. However, it doesn’t take much to make a surfer be stoked … one good turn or cutback or especially a tuberide.
So the experience is relative, the young surfers will adapt better because they will grow up with the “new” experience of surfing. The older surfers who complain that surfing is changing and not for the better will either give up or learn to adapt to the the changes. Big companies are already seeing surfing as something wholesome, healthy and very popular. They are and will continue to use its image as a vehicle to promote their products.

lopez_dhyanasana

Lopez: a serenidade de quem já atravessou os mais longos tubos do mundo
(reprodução do site Olas Peru)

Surfe também é política……

Assiti na segunda-feira,dia 24,na da EXPN,o programa surfe 2009, um fato que merece destaque no blog.
Em entrevista a Renan Rocha, o surfista Raoni Monteiro, local de Saquarema (RJ),disse estar sem patrocínio.
Um absurdo um surfista do calibre do Raoni, estar pasando por uma situação destas.
Seu antigo patrocinador é uma renomada empresa australiana.
Li ontem no site waves.com.br :

“O carioca Raoni Monteiro fez uma estréia sensacional no Azores Island Pro 2009, etapa de nível 6 estrelas do WQS iniciada nesta terça-feira, em Ribeira Grande, Portugal.
Em boas ondas de até 1,5 metros, Raoni registrou as maiores pontuações do dia ao somar notas 9.77 e 7.33 na vitória sobre o havaiano Granger Larsen, o norte-americano Matt Pagan e o carioca Igor Morais”.(fonte redação waves)

Empresários do SURFE CARIOCA, PAULISTA E BRASILEIRO:
VAMOS PRESTAR ATENÇÃO NOS NOSSOS SURFISTAS.
VAMOS APOIAR OS BRASILEIROS.

PS; para quem não sabe Raoni continua apoio da marca americana REEF
PENSEM NISSO